Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

Buscar  
Futebol

Publicada em 04/11/19 às 18:30h - 10 visualizações
PINHALNOVENSE SOMA E SEGUE

RVD Rádio


 (Foto: RVD Rádio)
PINHALNOVENSE - 3       SACAVENENSE -1*

Primeiro tempo de grande nível não chegou. Entrou David
Calderon e resolveu...*

 Quarenta e cinco minutos de excelência não chegou...*
Foi o encontro de duas equipas com espíritos diferentes. Pinhalnovense,
excedendo a espéctativas dos mais optimistas, muito bem orientada **por
Luis Manuel, vai pé ante pé, aproximando-se dos lugares cimeiros. Por seu
turno o Sacavenense, não lhe tem corrido a época como nas anteriores.
Perdeu o último jogo em casa (primeira vez esta época), e fora decportas só
conheceu a derrota, portanto um campeonato muito aquém do que lhe vimos
fazer em outros anos. *
Apresentando um esquema 4x3x3 o Pinhalnovense era contrariado
pelo Sacavenense que se apresentava num 4x1x3x2. Foi a equipa da casa, que
mandou no jogo, praticamente durante os primeiros quarenta e cinco minutos.
À passagem da meia hora o primeiro golo do encontro, através de Diego
Zaporo, no meio dos centrais da turma de Sacavém, saltou mais alto que os
seus adversários batendo Tiago Mota. O golo já veio tarde, porque antes de
acontecer o mesmo, já a formação de Luis Manuel tivera três (4' Sila; 8'
João Bandeira e 10' Gonçalo Silva) soberanas ocasiões para abrir o activo.
O Sacavenense só por duas vezes. colocou em perigo a baliza de Patrick
Costinha ( algo nervoso o guarda-redes do Pinhalnovense, por duas vezes ao
não ser lesto a bater a bola da sua pequena área causou algum "frison" aos
seus colegas, e á sua massa adepta). Primeiro de livre aos 6', Job, não fez
melhor que atirar o esférico para as mãos do guardião da casa, segundo
também de  livre, este á passagem do minuto 35', e contra todas as
previsões, batido de forma irrepreeesível por  Elsinho, veio dar o golo da
igualdade. Tremendo castigo para o Pinhalnovense, que até então tinha
justificado estar em vantagem por números mais expressivos, tal a avalanche
de futebol ofensivo produzido pelos homens da casa. A dez minutos do fim do
primeiro tempo, o Pinhalnovense sentiu o golo, e teve dificuldade em
encontrar-se, e voltar ao futebol que tinha praticado até então.*
*           O intervalo chegou com o marcador a acusar uma igualdade,
bastante penalizadora para a equipa da casa, e lisonjeira para o
Sacavenense que pouco fizera para tal.*


Entra David Calderon e...mais dois golos*


O segundo tempo, começa sob o signo do equilíbrio.
Sacavenense com as sua linhas mais juntas, criava dificuldades ao
Pinhalnovense para se acercar da baliza de Tiago Mota. A formação de
Sacavém consentia o dominio do jogo ao adversário, espreitando as
transações rápidas sempre que elas surgissem. A equipa da casa, já não
tinha os espaços dado pelo adversário como tinha acontecido no primeiro
tempo. Mesmo assim, tinha o controlo da partida, mas o golo teimava em não
aparecer. E quem dava nas vistas era Tiago Mota, adiando o previsivel
segundo golo, com intervenções de categoria, nomeadamente aos 65' (a defesa
da tarde), a negar o tento a Leo (que tal como David Calderon tinha entrado
há minutos e iriammexer com o jogo). Por esta altura já o Sacavenese se
tinha remetido na sua defesa, e o ataque do Pinhalnovense na ânsia de
chegar ao golo, era avassalador.E surge  o segundo tento aos 77', através
de uma grande penalidade, por mão dentro da área de um jogador da equipa de
Sacavém, muito perto do lance, o árbitro Marcos Brazão






Hora Certa

No Ar
Bom dia Galera com Sara Shirley
Publicidade Lateral
+351963761660

Bate Papo

Digite seu NOME:


Estatísticas
Visitas: 975 Usuários Online: 3


Parceiros



RVD RADIO primeira radio on-line do distrito Setúbal certificada pela ERC 700041
Copyright (c) 2019 - RVD Rádio - Todos os direitos reservados